Guimarães Rosa: o mágico do reino das palavras

“Grande sucesso exibido da TV Escola, a série Mestres da Literatura nos traz a cada programa informações sobre a vida e obra de grandes escritores brasileiros.
O episódioue mostra a vida de Guimarães Rosa, escritor que também foi médico e diplomata. Traz também narrações de trechos de textos consagrados do autor, como Grande Sertão: Veredas, Sagarana e Tutaméia.”

Hoje trazemos mais um documentário sobre Guimarães Rosa. No próximo dia 7 de fevereiro, na reunião dos Círculos de Leitura, conversaremos sobre sua obra prima: Grande Sertão: Veredas.
Veja participar conosco!
À 19 horas, no Centro Cultural Mauro de Almeida Pereira.

from Blogger http://ift.tt/2jyg0LX
via IFTTT

Anúncios

O Sertão de Guimarães Rosa

“O Caminhos da Reportagem faz uma viagem ao Grande Sertão: Veredas de Guimarães Rosa. A equipe de reportagem da TV Brasil foi conhecer as paisagens sertanejas que tanto encantaram o escritor mineiro na expedição que realizou em 1952. O dia a dia dos homens da terra, em meio a um cerrado de formas e cores exuberantes, foi descrito minuciosa e poeticamente nas obras de Guimarães.
A viagem refaz esse caminho: originalmente 240 quilômetros percorridos por Guimarães em lombo de burro, durante 10 dias. Rumo ao que hoje é o Parque Nacional Grande Sertão Veredas, a equipe de Caminhos passou pela pequenina Cordisburgo, cidade natal de Guimarães Rosa, a 130 quilômetros de Belo Horizonte. Ali, em meio à antiga loja do pai do escritor e de um museu com todos os seus objetos, foi possível encontrar sertanejos como Brasinha, bordadeiras e os jovens Miguilins, que ainda mantêm viva a essência da obra roseana, como é conhecida sua produção literária.
Veredas de Guimarães Rosa
“O sertão está em toda parte, o sertão está dentro da gente. Levo o sertão dentro de mim e o mundo no qual vivo é também o sertão” , disse Guimarães Rosa
Reportagem: Maia Prado
Edição: Conchita Rocha
Edição de Imagem: Hugo Carmelo e Márcio Stuckert”

No próximo dia 7 de fevereiro a reunião dos Círculos de Leitura, da Academia Leopoldinense de Letras e Artes, será em torno da obra Grande Sertão: Veredas. Venha participar conosco, às 19 horas, no Centro Cultural Mauro de Almeida Pereira. 

from Blogger http://ift.tt/2iiyzzn
via IFTTT

Barroso Júnior, professor e historiador

Nascido em Queluz, SP, no dia 5 de fevereiro de 1903, o professor Barroso Júnior faleceu no Rio de Janeiro aos 4 de janeiro de 1963, sendo sepultado em Leopoldina, MG. É patrono da Cadeira nº 8 da Academia Leopoldinense de Letras e Artes. Leia mais…

Dedicou-se a pesquisar a história de Leopoldina, tendo publicado várias matérias em diversos jornais da região e do Rio de Janeiro. Sua principal obra pode ser lida aqui: Leopoldina Os seus primórdios.

from Blogger http://ift.tt/2hPcasE
via IFTTT

Barroso Júnior, professor e historiador

Nascido em Queluz, SP, no dia 5 de fevereiro de 1903, o professor Barroso Júnior faleceu no Rio de Janeiro aos 4 de janeiro de 1963, sendo sepultado em Leopoldina, MG. É patrono da Cadeira nº 8 da Academia Leopoldinense de Letras e Artes. Leia mais…

Dedicou-se a pesquisar a história de Leopoldina, tendo publicado várias matérias em diversos jornais da região e do Rio de Janeiro. Sua principal obra pode ser lida aqui: Leopoldina Os seus primórdios.

Irineu Lisboa, médico e chargista

No dia 2 de janeiro de 1987 faleceu em Leopoldina este sanitarista, radiologista e agitador cultural nascido em Pedralva, MG, aos 25 de março de 1894. É patrono da Cadeira nº 1 da Academia Leopoldinense de Letras e Artes. Saiba mais…

from Blogger http://ift.tt/2iujgVe
via IFTTT